Sexta-feira, 16 de Março de 2007

Bairro da Madalena, 1973.

 

 Normalmente, quando se fala do antigamente, só se fala do era melhor, nunca, ou poucas vezes se fala do que era pior. Olhando para esta fotografia, por exemplo, ficamos um pouco divididos, porque em comparação com actualidade, vemos aquele edifício encostado à Igreja que estava em ruínas, edifício esse que ao longo da sua história já foi Hospital Militar, Quartel da Guarda Fiscal, Cavalariça, etc.., depois tinhamos o antigo Parque de Campismo, todo ele bem verdejante, conclusão: antigamente era diferente.

publicado por hpserra às 10:37
link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De justiceiro a 16 de Março de 2007 às 15:27
Digam o que disserem, podem dizer que as Freiras eram mais bonitas, podem dizer que o Tabolado era mais bonito, podem dizer que o Arrabalde era mais bonito, podem dizer que no espaço do antigo mercado construiram um mamarracho, enfim podem dizer o que quiserem. Mas a nossa cidade está muito mais bonita que nesse tempo, em tudo. A única coisa que sinto pena é a desertificação do centro histórico. Mas pergunto eu: qual é a cidade que não tem o seu centro histórico desertificado? Dou o exemplo de Évora a partir das sete da noite e aos fins de semana não há pessoas na Rua.


De Tupamaro a 16 de Março de 2007 às 21:34
Justiceiro está entusiasmadíssimo com a enorme beleza ultimamente acrescentada à cidade.
E tem bons motivos para isso - a Cidade está cada vez mais bonita!
Basta ir ao Blog “CHAVES” e ver (e ler) as inúmeras belezas da Cidade.
Até uma AE do Porto para Espanha passa rentinha com «vontade de lhe “tocar”»!...
Um dos dois ou três melhores solos agrícolas do País está “plantado e semeado” de casas e armazéns (legais ou clandestinos).
E a CIDADE cada vez mais bonita!
Só que a «falta de respeito» por Valores intrínsecos à Cidade - ver, p.ex., os Documentários do Blog do Beto (e não só), por regras elementares de bom desempenho administrativo público; e "disparates", com propósito e sem propósito, também se vêm acumulando.
E CHAVES não é só o Centro Histórico e/ou o seu perímetro urbano!
Bem, o Sr. Justiceiro DEVE conhecer Muito Melhor do que nós as realidades e as verdades acerca da cidade e da CIDADE.
Como pessoa da/de Justiça terá presente o valor do «juízo cego» e do «juízo evidente».
Certamente, e com o beneplácito de um qualquer (me)Ditador , me absolverá da minha «ignorância», e bom acolhimento concederá a «esta minha visita».
E, já agora, quantos WC’s públicos - e disponíveis, e funcionais - TEM Chaves?
Porque ambos gostamos da nossa CIDADE, cumprimento-o afectuosamente.
Tupamaro


De Flaviense a 18 de Março de 2007 às 01:30
Valha-nos a lucidez dos comentários do senhor Tupamaro para nos confortar. Assim mesmo, sem meias palavras. É que, enquanto houver flavienses capazes de fugir à "normalidade" vigente (leia-se:angariadora de votos e fornecedora de tachos), esta terra ainda pode ter esperança...Caso contrário, e em nome duma modernidade que só alguns parolos aplaudem, Chaves caminha para a tal coutada de que alguém já falou...Acordem, porra! E, já agora, EXIJAM!


De Justiceiro a 19 de Março de 2007 às 08:46
E antes do 25 de Abril tínha-mos o quê? Miséria, fome, falta de assistência médica, meia dúzia que eram donos da cidade!!! Vocês não conheciam a realidade antes do 25 Abril!!!


De Tupamaro a 19 de Março de 2007 às 23:57
Não conhecemos a cidade antes do 25?!...
Quererá dizer o ilustre "Justiceiro" que ao acabar-se (e acabou mesmo?!) a ««Miséria, a falta de assistência médica»» a Cidade «ficou cada vez mais bonita»?
Com toda a franqueza, não entendemos a correlação!
Diz que a cidade ««está mais bonita em tudo»», mas ilustrou com … NADA.
Reconheceu, isso sim, que o “Jardim das Freiras”, o Arrabalde, o Tabolado ERAM mais bonitos; a construção de mamarrachos no Mercado (e por aí fora) . Quando dizemos «o que queremos» acerca das belezas antigas da NOSSA cidade fazêmo-lo com justificação factual - “Justiceiro” ainda não mostrou uma única «maravilha» da modernidade que ofusque as por nós enunciadas.
E «quantos donos Tem Hoje a Cidade»?
Quanto a “”conhecermos”” a Cidade antes do 25 de Abril, bem, se olhar e ler com um «cibinho» de atenção os documentários do sr. hpserra e F.Ribeiro ( bastam estes!) dar-se-á conta de quem CONHECE bem os costumes, as histórias, a História, as Gentes, as Ruas, as Avenidas e as Canelhas da Cidade!
Claro que Vossa Senhoria também é, indubitavelmente, um profundo e esclarecido conhecedor da Cidade e da Região.
Provavelmente, ou possivelmente, uma apendicite de comprometimento ideológico lhe turve um pouco o ângulo de visão da Cidade.
Mas creia, afirmo-lho com sinceridade e veemência, que tenho Vossa Senhoria na conta dos mais empenhados e apaixonados “Defensores de Chaves”.
“Porque ambos gostamos da NOSSA CIDADE, cumprimento-o afectuosamente”.
Tupamaro


De Justiceiro a 20 de Março de 2007 às 15:02
Amigo Tupamaro tenho a certeza que gostamos igual da nossa cidade.
Mas olhe que em relação a uma passagem da conversa posso informa-lo: Que sou uma pessoa com sangue quente flaviense (o que para mim é um orgulho) que foi fervendo (e muito) nas lutas Barreirenses.
Um abraço e pode ser que um dia a gente chegue a um consenso porquê os dois devemos ter razão.


De Tupamaro a 20 de Março de 2007 às 18:52
Um dia, no ano em que Hitler subiu ai Poder, um jovem académico passeava pela Caríntia, junto à fronteira com a antiga Jugoslávia.
Deparou-se com um jovem fardado. Não era do Exército, nem da Polícia - vestia a farda do Partido (NS).
Conversavam. Mas as opiniões do jovem académico «incomodaram» o jovem fardado.
- “O quê, quer discutir? Eu não discuto, DISPARO!!!
O Jovem académico, cuja vida foi longa e fecunda, logo no seu primeiro Tratado estabeleceu como “Princípio de Toda a sua Obra”:

-“”POSSO ESTAR ENGANADO E TU CERTO, MAS, PELO ESFORÇO, PODEMOS APROXIMAR-NOS””.

E em todos os seus Discursos e Tratados perpassou luminoso este lema.
Tudo fazia «PARA UM MUNDO MELHOR»!
Tupamaro


De Tupamaro a 20 de Março de 2007 às 20:13
""""""POSSO ESTAR ENGANADO E TU CERTO, MAS, PELO ESFORÇO, PODEMOS APROXIMAR-NOS DA VERDADE."""""
Falhei a palavra "VERDADE".
Peço desculpa
Tupamaro


Comentar post

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.Lumbudus

blog-logo

.posts recentes

. A 2.ª publicação do “Alma...

. O Almanaque de “O Comérci...

. O Almanaque de Chaves, de...

. Tratado de Limites de Lis...

. Tratado de Limites de Lis...

. Pelos 125 anos da Associa...

. Pelos 125 anos da Associa...

. Pelos 125 anos da Associa...

. Alberto Alves

. O livro “Azulejos da Egre...

.arquivos

. Maio 2017

. Abril 2016

. Janeiro 2016

. Abril 2015

. Fevereiro 2015

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

.tags

. todas as tags

.Links

.Crative Commons

Creative Commons License
Este Blogue e o seu conteúdo estão licenciados sob uma Licença Creative Commons.

.olhares desde 29-01-07

.Olhares on-line

online

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds