Terça-feira, 15 de Maio de 2007

Projecto para Hospital na Década de 1930

 

   No seu relatório referente a 1938, Mais um Passo: A Assistência no Distrito de Vila Real, o governador civil Assis Gonçalves divulgava o projecto de um novo hospital para Chaves, que nunca chegou a ser construído, da autoria do atelier ARS. Este atelier do Porto integrava os arquitectos Cunha Leão, Morais Soares e Fortunato Cabral, e vinha desenvolvendo uma arquitectura modernista em vários pontos do norte do país.

   Referindo que a comparticipação do Estado para tal obra já havia sido solicitada, o governador civil acrescentava que as diligências relativas à concretização do projecto se encontravam a cargo do Dr. Manuel Vaz, presidente da União Nacional em Chaves.

   Esta obra inseria-se num plano mais vasto de reforma e reorganização corporativista do distrito, que previa a implantação de quatro zonas de assistência (Alijó, Chaves, Régua e Vila Real) e a criação de cinco internatos de assistência aos desamparados em cada uma dessas zonas.

   Assim, cada zona de assistência passaria a ter uma maternidade, uma creche-lactário, uma escola agrícola de artes e ofícios (excepto Alijó), uma escola de donas de casa e uma casa dos anciãos e inválidos.

   A zona de assistência de Chaves abrangia os concelhos de Boticas, Chaves, Montalegre e Valpaços.

   O mesmo relatório refere ainda que a creche-lactário de Chaves se encontrava em conclusão e que a escola de donas de casa passaria a ocupar o edifício do antigo hospital da Misericórdia logo que o novo hospital estivesse concluído.

   Note-se que, ainda segundo o relatório, as diligências para construção do novo hospital de Chaves tinham sido iniciadas logo em 1935, no primeiro ano do plano de assistência, e que em 1936 a Junta de Província havia concedido já um subsídio de 50.000$00 para esse fim, a que se seguiu novo subsídio de 20.000$00 em 1938.

 

publicado por blogdaruanove às 00:12
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De a.delgado a 15 de Maio de 2007 às 02:33
Este Governador Civil deixou uma memória de acção
em que a proposta de certas medidas era pura e simplesmente ridícula. Num relatório declarava ir
por em execução as medidas que acabariam com a mendicidade, no Distrito: em cada concelho reuniu
os Presidentes de Junta de freguesia a quem deu o encargo de fazer o cadastro dos mendigos bem como o dos maiores contribuintes; depois era fácil, distribuia os mendigos pelas casas dos proprietários, em número de acordo com as posses de cada um... Em Vila Real, interrompeu um espectáculo de uma Companhia de Revista de Lisboa
gritando que não concordava com as piadas de natureza política, e como corolário mandou fechar a cena e ordenou a prisão dos actores, que no dia seguite foram libertados pelo juiz e que a polpulação
acompanhou com uma banda de música.
Das obras que propôs e do Organigrama, não há memória. Na colecção "Livro negro do Fascismo",
o volume "Bilhetes a Salazar " é constituído pelas cartas que lhe enviava, regularmnte, a fazer denúncias... O NOVO HOSPITAL DE CHAVES viria
a ser construído mais de quarenta anos depois...


De blogdaruanove a 15 de Maio de 2007 às 04:59
A medida sobre a mendicidade, acima referida, encontra-se preconizada no citado relatório de 1938, p. 43 - (...) "Nas aldeias e pequenos núcleos, distribuir os indigentes pelas casas dos proprietários (aboletamento); ou garantir-lhes géneros alimentícios fornecidos pelos mesmos; ou passar cartão de indigência, autorizando-os a percorrer a aldeia (mas só a sua aldeia) recolhendo directamente os géneros (esmolas) das mãos dos proprietários locais, que se combinarão entre si e a sua Comissão de assitência, para não faltar aos pobrezinhos o pão de cada dia.", e foi reforçada pelo Regulamento para a Repressão da Mendicidade no Distrito de Vila Real, promulgado em 20 de Setembro de 1938 e aprovado por despacho ministerial de 27 do mesmo mês.
Quanto à personalidade do governador civil, esta é perfeitamente caracterizada pelas parábolas e paráfrases que constituem o preâmbulo do relatório, bem como pelo egocentrismo patente na sintaxe desta sua declaração - "A virtude da caridade tem tamanho resplendor, que fêz exclamar a Salazar, uma vez junto de mim: - Nunca vi um pobre à minha beira que não pensasse estar nêle um irmão." (p. 10)


Comentar post

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.Lumbudus

blog-logo

.posts recentes

. A 2.ª publicação do “Alma...

. O Almanaque de “O Comérci...

. O Almanaque de Chaves, de...

. Tratado de Limites de Lis...

. Tratado de Limites de Lis...

. Pelos 125 anos da Associa...

. Pelos 125 anos da Associa...

. Pelos 125 anos da Associa...

. Alberto Alves

. O livro “Azulejos da Egre...

.arquivos

. Maio 2017

. Abril 2016

. Janeiro 2016

. Abril 2015

. Fevereiro 2015

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

.tags

. todas as tags

.Links

.Crative Commons

Creative Commons License
Este Blogue e o seu conteúdo estão licenciados sob uma Licença Creative Commons.

.olhares desde 29-01-07

.Olhares on-line

online

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds