Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2007

1965, reconstrução da Muralha Seiscentista.

 

Por volta dos anos de 1960, as muralhas seiscentisas (foto) e medieval, tiveram o seu pico de  de degradação, fruto de um Inverno extremamente chuvoso, em 1958, que fez ruir vários troços de muralha um pouco por toda a Cidade, se bem que já antes da intempérie atrás referida, a sua degradação era já bem visível. Note-se que ainda existia o famoso Olival/Quinta dos Machados e o antigo Mercado Municipal (Praça).

publicado por hpserra às 10:07
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De 16393r a 17 de Dezembro de 2007 às 21:50
Caros blogistas lamento dizer que este fotografia não coincide com a reconstrução mas sim com a destruição de um troço da muralha seiscentista que encostava ao Forte de São Francisco, a pedra desta muralha destruída foi então utilizada para fazer o acrescento para fora da então fortaleza seiscentista para solucionar o estacionamento de alguns autocarros que ali paravam como podemos constatar em algumas fotografias mais antigas publicadas neste blog, coincidiu também com a abertura da actual rua que liga as Longras ao forte.
No entanto as obras feitas pela (DGEMN) no acrescento da muralha foram bem conseguidas, criando assim um novo pano de muralha onde poucos conseguem distinguir a diferença entre esta e a original.


De hpserra a 18 de Dezembro de 2007 às 12:17
Essa história, chamemos-lhe assim, que meu caro visitante/comentarista aqui conta, foi passada já na segunda metade da decada de 1980, esta fotografia é seguramente de 1965.


De 16393r a 18 de Dezembro de 2007 às 21:35
Eu também tenho a certeza que esta fotografia é 1965, e se quiser confirmar basta ir às bases de dados da (DGEMN), este acrescento coincidiu com a reconstrução da então caída muralha seiscentista do Forte de São Francisco em 1965. No inicio da década de 80 foi sim começada a construção dos prédios feitos pela acciop encostados à muralha, já no final desta década nomeadamente 87/88 autorizou-se a construção do centro comercial Charlot (a maior de todas as aberrações) que veio concluir a destruição iniciada em 1965.


De Nuno Santos a 27 de Dezembro de 2007 às 11:46
Quero também reforçar esta tese do acrescento do espaço em 1965. Acrescentando eu, que as terras para o seu enchimento, vieram da estrada de Outeiro Seco, do local onde se construiu o Bairro Económico.
Nessa época era costume os alunos que faziam os exames de admissão à Escola e ao Liceu, frequentarem explicações em casa dos seus professores. Ora a nossa profesora, Leonor Santos Costa, filha do Sr. Manuelzinho comerciante nas Longras, que vendia tecidos mas também selos fiscais, morava no 1.º andar do prédio onde funcionou a Auto Motora António Magalhães de Braga mais tarde R.N. E nós vinhamos de Outeiro Seco apanhavamos boleia nos camiões que traziam essa terra para o enchimento.
Um abraço.
Nuno Santos


De 1694 a 19 de Dezembro de 2007 às 15:35
Quem sabe sabe. Palavras para quê?


Comentar post

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.Lumbudus

blog-logo

.posts recentes

. A 2.ª publicação do “Alma...

. O Almanaque de “O Comérci...

. O Almanaque de Chaves, de...

. Tratado de Limites de Lis...

. Tratado de Limites de Lis...

. Pelos 125 anos da Associa...

. Pelos 125 anos da Associa...

. Pelos 125 anos da Associa...

. Alberto Alves

. O livro “Azulejos da Egre...

.arquivos

. Maio 2017

. Abril 2016

. Janeiro 2016

. Abril 2015

. Fevereiro 2015

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

.tags

. todas as tags

.Links

.Crative Commons

Creative Commons License
Este Blogue e o seu conteúdo estão licenciados sob uma Licença Creative Commons.

.olhares desde 29-01-07

.Olhares on-line

online

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds