Sábado, 23 de Setembro de 2006

Lavadeiras do Tâmega

lavadeiras.jpg

A imagem de hoje, penso que é inédita neste blog. As lavadeiras do Rio Tâmega, junto às poldras. Uma imagem pela certa anterior a Maio de 1918, pois essa é a data registada no carimbo do selo.

O postal é da colecção de A.Joel.
publicado por Fer.Ribeiro às 03:06
link do post | comentar | favorito
11 comentários:
De quim barrigas a 29 de Setembro de 2006 às 15:38
Estou de acordo contigo Beto. E voltando á questão, desculpem a insistência, mas ainda hoje é visivel a muralha desde a Rua do Sol, sobre a qual assentam algumas casa da Rua do Poço. E nem nesta foto é visivel a dita Rua do Poço.
Logo será esta a muralha.


De humberto serra a 29 de Setembro de 2006 às 12:20
Ainda restam alguns troços da Muralha Medieval, entre a Rua do Correio Velho e o Arrabalde, na Rua do Poço,e na Rua da Cadeia. Voltando aquele muro que se vê na imagem,penso que seja o que é hoje o início da Rua Sol, portanto não se trata de qualquer muralha, acho que ainda me lembro de existir parte do mesmo.


De Fer.Ribeiro a 29 de Setembro de 2006 às 02:18
Embora aparentemente pareça a muralha eu estou de acordo com o que é dito no último comentário e vou mais por um tal muro avantajado. Ainda hoje e, sobrepondo a imagem antiga à observável imagem actual, pode-se ver que a referida muralha está muito mais distante do rio que a suposta muralha que se vê na imagem. Parece-me!


De t a 29 de Setembro de 2006 às 01:01

Muralha... Já que referiram a gravura do século XVIII (quando a vila de Chaves albergava o Governo Militar de entre Mente e Cávado) sugiro que a observem cuidadosamente. As muralhas seiscentistas e setecentistas, à Vauban, não eram verticais, antes inclinadas, particularmente nos baluartes...
Esta "muralha" é claramente vertical...
A imagem que Duarte Darmas nos oferece de Chaves nos séculos XV/XVI mostra-nos a barbacã bem distante do rio (não se esqueçam que a muralha protegida pela barbacã se situava na actual Travessa dos Manos, no troço que vai do Arrabalde para a Rua do Correio Velho), com casas de permeio e sem aparente muralha envolvente... Será que estamos perante restos de uma muralha medieval ou perante um simples muro (avantajado, é certo...) delimitador de propriedade?


De quim a 28 de Setembro de 2006 às 14:05
certo, esta muralha que se vê, corresponde á actual esquina da rua do sol, onde se situa o comércio do Sr. Ramiro Amorim.


De humberto serra a 28 de Setembro de 2006 às 09:19
Ó Quim- Aquele bocado de muralha que se vê à esquerda da foto, não é aquele que desabou em 2001 na Rua 25 de Abril, nada de confusões. Ver aqui no "ChavesAntiga" o artigo "Muralhas Seiscentistas" publicado em Abril de 2005, uma excelente gravura que é bem elucidativa da complexidade das muralhas pós- 1640. Quanto à Rua Sol, já existia no século XIX, e a Rua do Tabolado tambem, era Rua do Calau.


De Lopes a 26 de Setembro de 2006 às 21:52
Pois é uma bela fotografia, que tanta informação ela traz, mas é quase de certeza uma fotografia do seculo XIX apesar de o postal ser do seculo XX,testemunho disso são as casas da Rua so sol que no inicio do seculo passado já estavam alí implantas. No entanto na minha opiniao é sem duvida uma das mais interessantes fotografia que já ví


De Jos Lopes a 26 de Setembro de 2006 às 15:51
Pois é Quim, não se ve o Tabolado, nem a Pensão da D. Dorinha.


De olimpia Ribeiro a 25 de Setembro de 2006 às 15:51
eu tambem como o senhor Quim Barrigas reparei no lado esquerdo da ponte era logo a muralha , e de facto uma foto maravilhosa e muito triste , porque so resta a foto para recordacao , porque o resto da muralha morreu. Linda foto parabens


De francisco Rodrigues a 25 de Setembro de 2006 às 08:40
Como podem ver por bela foto o nosso rio, já nesta altura, sofria da falta de água.


Comentar post

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.Lumbudus

blog-logo

.posts recentes

. A 2.ª publicação do “Alma...

. O Almanaque de “O Comérci...

. O Almanaque de Chaves, de...

. Tratado de Limites de Lis...

. Tratado de Limites de Lis...

. Pelos 125 anos da Associa...

. Pelos 125 anos da Associa...

. Pelos 125 anos da Associa...

. Alberto Alves

. O livro “Azulejos da Egre...

.arquivos

. Maio 2017

. Abril 2016

. Janeiro 2016

. Abril 2015

. Fevereiro 2015

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

.tags

. todas as tags

.Links

.Crative Commons

Creative Commons License
Este Blogue e o seu conteúdo estão licenciados sob uma Licença Creative Commons.

.olhares desde 29-01-07

.Olhares on-line

online

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds