Quarta-feira, 24 de Setembro de 2008

Torre de Menagem, 1974.

 

Uma imagem um pouco invulgar, dado que o acesso a esta parte da Torre de Menagem é muito restrito. Era aqui um dos limites da Chaves Medieval, e este passadiço que ladeia a Torre tinha continuação com o Paço dos Duques, ou seja, se o tivessem preservado,  teríamos acesso para o lado da Praça de Camões a partir daqui, mas em finais da década de 1930, uma desastrosa intervenção para ampliação do então Edifício da Guarda Principal (Quartel) partiram parte desta passagem. Lá ao fundo, é visível o Bairro dos Aregos, que  na altura em foi tirada esta foto(1974), pouco mais era que uma meia dúzia de casas clandestinas.

publicado por hpserra às 21:22
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De raio a 26 de Setembro de 2008 às 00:32
Bela forma de manteres o passado bem presente.
[julgo ainda ter um cromo de futebol com a equipa do Chaves para aí dos anos 70, estás interessado em que te a envie digitalizada?]
Saudações Bloguisticas
Raio
(ao ver que és de Chaves, vou-te fazer uma pergunta relativamente a um assunto que me falaram. Há uns anos (já vai uns bons aninhos) ainda a linha do Tâmega chegava a Chaves, alguns comboios paravam numa zona em que não havia nenhum apeadeiro, nem estação, somente uma pequena fonte onde os passagiros eram convidados a beber água que o próprio revisor oferecia numa pequena caneca, sabes informar qual o nome da localidade onde isso acontecia?)



De hpserra a 26 de Setembro de 2008 às 09:24
Ok caro Raio, obrigado pela visita, e pelo comentário aqui deixado, e venha lá a relíquia do GDC, podes enviar para o nosso e-mail chaves.antiga@sapo.pt Quanto à tal história da Linha do Corgo, confesso que a desconhecia, é possível que algum dos muitos visitantes do Blog se lembre dela.


De Salvador Silva a 26 de Setembro de 2008 às 22:31
Fiz variadíssimas viagens na linha do Corgo (no Texas ou Ligeirinho, como nós lhe chamávamos) entre 1966/1969 e não me recordo que fosse feita qualquer paragem como a descrita no comentário. Recordo-me sim de uma paragem forçada (melhor, de uma estadia porque o comboio estava parado) nas Pedras Salgadas, durante um transporte de tropas, em virtude de um soldado ter aberto a válvula de escape do vapor da locomotiva. Fomos forçados a aguentar até que a máquina ganhasse vapor de novo. Foi um chinfrim dos diabos. Mas isso é outra história.
Um abraço
Salvador Silva


De Pizarro Bravo a 27 de Setembro de 2008 às 13:02
Continuando o comentário anterior, saúdo , antes de tudo, o comentarista, um alentejano bom amigo de Chaves .
Se bem me lembro, a paragem mais demorada, sem justificação aparente, era em Vilarinho da Samardã
Como também fui frequentador assíduo do "Texas" tive a oportunidade de saber a razão: Era aí que se fazia o abastecimento de água para as caldeiras.
As pessoas tinham tempo para sair e para descer um pouco abaixo da linha onde havia uma nascente de água de uma qualidade óptima.
Posso acrescentar que era um apreciador de chá quando tive a oportunidade de visitar, com uma certa frequência, a casa onde o nosso Camilo viveu »dos melhores anos da sua vida», em Vilarinho da Samardã
A razão do apreciar dessa bebida era, estou certo, devida à qualidade da água!


Comentar post

.Abril 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22

24
25
26
27
28
29
30


.Lumbudus

blog-logo

.posts recentes

. O Almanaque de “O Comérci...

. O Almanaque de Chaves, de...

. Tratado de Limites de Lis...

. Tratado de Limites de Lis...

. Pelos 125 anos da Associa...

. Pelos 125 anos da Associa...

. Pelos 125 anos da Associa...

. Alberto Alves

. O livro “Azulejos da Egre...

. A Feira dos Santos

.arquivos

. Abril 2016

. Janeiro 2016

. Abril 2015

. Fevereiro 2015

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

.tags

. todas as tags

.Links

.Crative Commons

Creative Commons License
Este Blogue e o seu conteúdo estão licenciados sob uma Licença Creative Commons.

.olhares desde 29-01-07

.Olhares on-line

online

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds