Domingo, 27 de Outubro de 2013

A Feira dos Santos

Recuemos no tempo. Os Celtas, ”os Santos não são mais do que a cristianização da festividade celta samhain, que decorria na noite de 31 de outubro para 1 de novembro (início do nova ano celta).1

Mais tarde, a igreja cristã, na pessoa do Papa Gregório IV, em 835, uniformiza a data de 1 de novembro para a celebração do Dia de Todos-os-Santos.2

Nas suas origens podem estar, também, as feiras francas instituídas à vila de Chaves, por D. Dinis (1289), por D. João I (1410) e por D. Manuel I (1509).


Mais recentemente, foi difícil conciliar a Feira com o Dia dos Fiéis Defuntos, a polémica instalou-se…


É difícil sabermos quando foi a 1.ª Feira Anual dos Santos; o primeiro sinal é dado numa ata camarária, datada de 1860, onde consta a escolha dos lugares para os feirantes; em 1884, instala-se na rua do Olival, regressando ao Arrabalde e ao Olival, em 1896. A feira do gado situava-se no largo do Tabolado.

 


Em 1904, faz-se coincidir a Feira com a inauguração da luz elétrica.

 

A partir de 1905, a câmara deliberou “doravante se permite a exposição e venda de gado e géneros”, nos seguintes locais:

 

1 – Largo de S. Roque: gado suíno

 

 

2 – Largo do Tabolado: gado bovino, cavalar, muar, ...

 

 

3 – Largo Rui e Garcia Lopes (Arrabalde): ferros, louças, ...

 

 

4 – Antigo Mercado (rua do Olival): géneros alimentícios

 

5 – Largo 8 de Julho (Anjo): lãs e queijos

 

Inicialmente organizada pela Câmara Municipal, em 1917 passou para a alçada da Associação Comercial (sita no palacete do Botelho, na Rua de Santo António), volta para a alçada da Câmara e, a partir de 1993, passa a ser a ACISAT a organizar, sempre com o apoio da Câmara.

 

 

 

Apenas algumas notas curiosas, entre outras, sendo de registar que a edilidade, em 1938, decide-se pelo Largo das Freiras e ordena que as barracas sejam de madeira e “de tipo único e os taipais todos da mesma altura”2


"Como já por ali fervilham as roletas e os batoteiros…” (in “O Intransigente”, 1886), “Está muito animada …lindos fantoches e também muitas roletas…para quem gostar.” (in “O Povo de Chaves”, 1890),, “ali mesmo, no Arrabalde, havia roletas com os castelinhos de coroas, a chamariz dos infelizes. A jogatina foi desenfreada. A batota foi franca, foi como nunca se viu em Chaves” (in “A Voz de Chaves” 1904), “haverá exibição dos interessantes espectáculos cinematographicos, com música nos intervalos.” (in “O Intransigente” 1904) e “Do Porto viera aviso …20 carteiristas, (…). Alguns foram presos por suspeitas, sendo um deles, ao que se dizia, o chefe da quadrilha” (in “Região de Chaves”, 06/11/1924) 3

 

 

Quem não se lembra dos prémios das montras, dos espetáculos cinematográficos, dos comboios especiais, dos barraquistas Francisco Morais e Albano dos Santos, da “cabra 5 patas”, dos robertos (“i eu torno a escoitar!!!!!”), do pucarinho, de fazer “direta” (o Sport, o Geraldes, o Jorge e o Central não fechavam as suas portas), de roubar um pretinho com a pila vermelha, do Romualdo (dos matraquilhos), do ratinho da sorte, do Sr. Faro (Sai sempre!), das espanholas, dos bailes,…

 

A Feira dos Santos, com os tempos, cresceu …foi-se espalhando pela cidade, tentáculos dum polvo. Foi-se adaptando aos tempos… fervilhando de pessoas… internacionalizando-se (os habituais espanhóis e ciganos, mais os africanos, sul americanos e orientais).

 

 

 

 

 

 

Realmente já não é o que era… Outros tempos! Felizmente.

 

 

1 “Por Aquas Flavias”, Manuel Carvalho Martins

2 “A Feira-Festa Anual dos Santos em Chaves”, Manuel António Pereira

3 Jornais de Chaves

publicado por AAC às 22:49
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

.Abril 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22

24
25
26
27
28
29
30


.Lumbudus

blog-logo

.posts recentes

. A Feira dos Santos

.arquivos

. Abril 2016

. Janeiro 2016

. Abril 2015

. Fevereiro 2015

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

.tags

. todas as tags

.Links

.Crative Commons

Creative Commons License
Este Blogue e o seu conteúdo estão licenciados sob uma Licença Creative Commons.

.olhares desde 29-01-07

.Olhares on-line

online

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds