Terça-feira, 11 de Março de 2014

Alberto Alves

 

Alberto Alves, flaviense de gema, por ironia do destino foi nascer a Salvador de Louredo, Póvoa de Lanhoso, a 11 de Março 1892, faz hoje 122 anos.

Fotógrafo precoce, com apenas 10 anos de idade resolveu construir a sua primeira máquina fotográfica.

 

 

Desde a infância, pois, revelou uma aptidão invulgar para a fotografia, que cedo transformou em mestria, facto que chamou a atenção de Nicolau Mesquita, dono da antiga Tipografia Mesquita, que o convidou a realizar as primeiras coleções de postais ilustrados da cidade de Chaves, na primeira década do século passado. Foi o seu primeiro trabalho bem remunerado, atividade que manteve ao longo de toda a sua vida profissional de fotógrafo.

 

 

 

Paralelamente começou a exercer a atividade de fotógrafo na casa da família Padrão, usando o pátio exterior como estúdio, local onde realizou alguns dos seus mais belos documentos como retratista.

 

 

A partir de 1918, fundou em sede própria, no n.º 155 da Rua Direita, a casa que é conhecida até aos nossos dias como “Foto Alves”, que dirigiu até 1962.

 

 

Nos anos 20, expandiu a sua ação à estância termal de Vidago, onde abriu uma sucursal da casa mãe. Em 1937, no número 55 da Rua de Santo António, inaugurou uma nova filial, no local onde haviam funcionado a Foto Fernandes e a Foto Beleza.

 

 

Alberto Alves foi sempre um autodidata extraordinário, muito intuitivo e um investigador incansável. A sua curiosidade levou-o a corresponder-se com Louis Lumière, e foi amigo e íntimo de prestigiados fotógrafos da sua época. Ganhou vários prémios nos salões de fotografia nacionais a que concorreu (medalhas de ouro, prata e menções honrosas).

 

 

Foi ainda importador e representante das principais marcas internacionais (Lumière, Carl Zeiss, Kodak, Zeiss Ikon, Goerz, Agfa, etc).

Algumas das suas fotografias foram publicadas na "História de Portugal" de Damião Peres, editada pela Portucalense Editora, em Barcelos, em 1928.

 

 

Produtor e editor de postais ilustrados, fotógrafo de estúdio e reportagem, correspondente da empresa "Jornal O Século", ao longo dos anos foi registando todos os acontecimentos relevantes da região flaviense.

 

 

Está representado no Museu da Presidência da República, como fotógrafo dos presidentes Marechal Carmona e Marechal Costa Gomes.

 

 

Deixou-nos um olhar único sobre Chaves, num trabalho sério e apaixonado. Tudo que ele fotografava tinha grandeza e elegância, mesmo os seus mais humildes retratos populares.

 

 

Pai de quatro filhas e viúvo muito cedo de Carminda da Costa Freitas, Alberto Alves faleceu na cidade de Chaves em Janeiro de 1969, após prolongada doença.

 

 

A obra de Alberto Alves é para os flavienses um tesouro artístico e documental de valor inestimável.

 

publicado por AAC às 23:43
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quarta-feira, 6 de Janeiro de 2010

Vidago, antiga Capital Termal.

                                                                                                                  

 

A bela Vila de Vidago, foi num passado já um pouco distante um dos locais turísticos mais importantes do País, porque atrativos, era coisa que não faltava a este paradisíaco lugar, porem, com o passar dos tempos, entrou em declínio quase total, nos dias até dá dó, não passa de uma espécie de "arqueologia turística" tal é o seu estado de abandono. Vamos esperar e  ver se a A24 e o renovado Palace Hotel poderão salvar Vidago, espermos que sim.

 

  * Ver blogue "Meu Vidago", http://vidagoimagens.blogspot.com/ .

 

 

publicado por hpserra às 17:37
link do post | comentar | favorito

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.Lumbudus

blog-logo

.posts recentes

. Alberto Alves

. Vidago, antiga Capital Te...

.arquivos

. Novembro 2017

. Maio 2017

. Abril 2016

. Janeiro 2016

. Abril 2015

. Fevereiro 2015

. Outubro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Outubro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Setembro 2012

. Maio 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

.tags

. todas as tags

.Links

.Crative Commons

Creative Commons License
Este Blogue e o seu conteúdo estão licenciados sob uma Licença Creative Commons.

.olhares desde 29-01-07

.Olhares on-line

online

.pesquisar

 
blogs SAPO

.subscrever feeds